Anel Mandala Chakana com Calendário Anual Inca (Cruz do Sul - Olhos de Lhama - Chacana) - Prata 925 - Aroma & Magia
  Carregando... Por favor, aguarde...
Contate-nos por e-mail!
Aroma & Magia

Anel Mandala Chakana com Calendário Anual Inca (Cruz do Sul - Olhos de Lhama - Chacana) - Prata 925

  • Imagem 1
  • Imagem 2
  • Imagem 3
  • Imagem 4
  • Imagem 5

Preço:
R$ 166,95
Duvida:
Entrega:
Comentários/Número:
Número:
Quantidade:

Descrição do Produto

A Mandala Chakana representa o Homem Completo.

A Chakana (ou Cruz Andina) é o símbolo máximo da sabedoria.

As 12 pontas que circundam a Mandala Chakana possuem os símbolos dos 12 meses do ano, com suas referências iconográficas de suas estações.

Derivado do Quechua (língua tradicional dos Incas) palavra "chakay", que significa "atravessar" ou "a ponte", um chakana é uma cruz, de 3 níveis, com um buraco no centro.

Os 3 passos representam os três níveis ou mundos que a cultura inca acreditava, com o furo centrado representativas do capital inca de Cusco.

Isto incluiu o superior, médio e mundos inferiores.

A parte superior do mundo - Hanan Pacha - incluiu as estrelas, os seres celestes e deuses, o mundo do meio - Kay Pacha - representava o mundo da vida humana e do mundo inferior - Uqhu Pacha - representou o submundo e da morte.

Essas camadas / mundos também foram representados por seus animais reverenciados: condor, puma, cobra.

O condor representava o mundo superior, no céu, o puma, um poderoso animal terrestre representava o mundo do meio, a cobra, que vive no subsolo, representava o mundo inferior.

A cruz tem 12 pontos e reza a lenda que esses pontos representam os seguintes dizeres, afirmações e pontos de vida que eu vivo, eu trabalho, eu amo; submundo, mundo atual, o mundo superior, o condor, o puma, a cobra, não mentem, não roubam, não seja preguiçoso.

Os quatro lados planos representam os elementos Água, Ar, Terra e Fogo.

O Chakana (ou Cruz Andina, Chacana) simboliza a mitologia Inca que é conhecido em outras mitologias como a Árvore do Mundo, Árvore da Vida e assim por diante.

A cruz é constituída por uma cruz de braços iguais, indicando os pontos cardeais da bússola e um quadrado sobreposto.

A praça representa os outros dois níveis de existência.

Os três níveis de existência são Hana Pacha (o mundo superior habitado pelos deuses superiores), Kay Pacha (o mundo de nossa existência cotidiana) e UCU ou Urin Pacha (o submundo habitado por espíritos dos mortos, os ancestrais, os seus senhores e várias divindades ter contato próximo com o plano da Terra).

O buraco no centro da cruz é o eixo por meio do qual o xamã transita da abóbada cósmica para os outros níveis.

Também representa Cuzco, o centro do império inca e a constelação do Cruzeiro do Sul.

Voltando ao nosso pensamento, a constelação do Cruzeiro do Sul ou Chakana é vista no nosso tempo no hemisfério austral.

Conhecidas como CRUZ DO SUL E OLHOS DA LHAMA estas constelações caminham juntas e foram anunciadoras dos ciclos cósmicos e do advento da água como símbolo renovador e de limpeza.

Estas constelações seguiram seu caminho especialmente entre os equinócios e os solstícios como antecessoras de fenômenos estelares.

Séculos antes da chegada de Jesus, o Cristo, aparecia um pouco mais ao norte e podia ser observada no horizonte sul do Mediterrâneo, isto levou a que os gregos a associarem à constelação de Centauro, cujas estrelas Alfa e Beta estão alinhadas com a Chakana e recebem o nome de Lamacñawin (Olhos da Lhama).

O Cruzeiro foi a principal constelação indicadora das coordenadas.

O sul é a direção mais fácil de ser encontrada, somente basta traçar uma linha desde a sua estrela superior projetando-a até sua estrela mais distante ou oposta, esta projeção nos assinala o céu do Sul.

No século XV, Vasco da Gama descobriu A Cruzeiro do Sul em uma de suas viagens pelo sul da África e entrou nos catálogos do Ocidente a partir de 1603, graças à intervenção do astrônomo J.Bayer.

Em Machu Picchu, a Mesa da Chakana ou Rocha de Oferendas é onde se observa o fenômeno no mês de maio ao amanhecer, numa projeção de luzes e sombras.

Também na pedra que representa a constelação da Cruz, na Plaza Sagrada podemos observar a partir do amanhecer uma projeção de sombras que vai formando a silhueta da cabeça da Lhama, que à medida que o sol se ergue vai acordando.

A constelação do Cruzeiro do Sul serviu como base para a criação do símbolo escalonado perfeito que veio a ser a Chakana ou Cruz Andina, símbolo que foi o resultado da evolução do movimento da constelação.

Em sua cosmovisão o homem andino viu que a Chakana estava sempre acompanhada de LLamacñawin ou Lhama Sideral e podemos vê-las no mês de maio quando a constelação da Chakana está na sua posição mais alta e vertical e Llamcñawin (olhos da lhama) a acompanha.

Este acompanhamento tem um sentido simbólico-oculto pois se diz que Os Olhos da Lhama, as estrelas Alfa e Beta de Centauro, sempre seguem a Chakana ou Cruz do Sul.

Esta manifestação se movimenta paralelamente às estações de chuva e seca.

A Chakana tem uma idade superior a 4.000 anos, de acordo com o arquiteto Carlos Milla, autor do livro Gênesis da Cultura Andina.

Da mesma forma, os Aimará ainda usam o calendário lunar de 13 meses com 28 dias cada mês, utilizado pelos antepassados: 13 vezes 28, 364, o 365 º dia era considerado o dia zero, algo assim como uma espécie de Ano Novo andino.

Esse dia é 03 de maio, que é  quando a Cruz do Sul toma a forma de uma cruz perfeita.

A festa de 03 de maio coincide com o fim da época das colheitas e com base nas leis de reciprocidade com o cosmos, agradecem à Cruz do Sul que é fundamental para a informação sobre o desenvolvimento agrícola.

Os ritos são de purificação e reconhecimento dos ciclos da vida e por isso agradecem ao Sol (energia cósmica) e à Pachamama (que é a mãe terra) pela vida.

Nas culturas andinas esta cruz é o maior símbolo religioso.

É encontrada na América do Sul por uma vasta área que abrange desde o noroeste da Argentina e o norte do Chile, no Peru.

Representa a história mundial dos povos daquela região, bem como um conjunto de ideias filosóficas.

A forma da Cruz Inca refere-se ao sol e a lua, embora seus contornos cambaleantes também sugerem um aumento do material para o espiritual do homem para ultrapassá-lo em qualquer coisa geral que possa ser interpretado como de alto ou suprema.

A forma do chacana não foi escolhida aleatoriamente, mas presumivelmente construída a partir da observação das estrelas, por isso acredita-se que os incas trouxeram o céu para a terra e juntos os opostos, a matéria-energia, o masculino-feminino, o tempo-espaço.

Particularmente a Cruz Andina é também conhecida como "Jach'aqhana", que significa a luz dos Andes.

Dimensões da mandala na parte frontal central do anel: 2,2 cm de diâmetro x 0,3 cm de largura na parte traseira.

Material: prata 925.

Peça de rara beleza, para nossos clientes que também são únicos e adoram nossas exclusividades!

Esta mandala é recomendada para meditar sobre as questões que envolvam os opostos complementares ou altamente diferenciados.

Caso não tenhamos a numeração desejada, no momento da confirmação financeira de seu pedido, devido à delicadeza da peça e seu finíssimo processo de confecção, ela poderá ter um tempo de confecção de aproximados 10 dias, motivo pelo que agradecemos, antecipadamente, sua compreensão!

A numeração deste anel pode ser do 10 ao 32, e sua escolha deve ser baseada em uma consulta ao seu joalheiro ou relojoeiro que possua um anelário (medidor de dedos) para evitar que sua joia chegue em tamanho diferente do que você necessita, o que acarretará devoluções e custos de reenvio que correrão por conta dos nossos amigos, motivo pelo qual, sempre frisamos a necessidade de avaliação anterior à compra.

No momento apresentamos as medidas que temos disponíveis a pronta entrega e se elas não forem as suas, marque uma delas e mencione a sua medida no campo Comentários/Número para que possamos atender seu pedido.

Deixe seu comentário sobre o produto

Comentários sobre o produto

Este produto não foi comentado ainda. Seja o primeiro a comentar sobre este produto!

Últimos Visualizados por você:

Os últimos produtos visualizados:


Aroma & Magia
Televendas:
info@aromaemagia.com.br
Horário de Atendimento:
24 Horas no Ar!
 

São Paulo - Capital - Não Possuímos Loja Física