Móbile Estilo Espiral - 4 Corações, 4 Borboletas e 1 Pêndulo Multifacetado - Azul e Transparente - Acrílico - Feng Shui - Aroma & Magia
  Carregando... Por favor, aguarde...
Contate-nos por e-mail!
Aroma & Magia

Móbile Estilo Espiral - 4 Corações, 4 Borboletas e 1 Pêndulo Multifacetado - Azul e Transparente - Acrílico - Feng Shui

  • Imagem 1
  • Imagem 2
  • Imagem 3
  • Imagem 4
  • Imagem 5

Preço:
R$ 29,97
Duvida:
Entrega:
Quantidade:

Descrição do Produto

Belíssimo Móbile Estilo Espiral feito com 4 Corações, 4 Borboletas e 1 Pêndulo Multifacetado - Azul e Transparente, amparados e separados por pequenas contas de acrílico transparente e azuis, demonstra a graciosidade desses pequeninos animais nesta bela peça, informando a presença do ar renovando as energias de seu ambiente.

Para que você sinta o porque da criação deste delicado móbile, apresentamos abaixo os principais significados esotéricos do coração e da borboleta.

O coração é um dos mais importantes símbolos esotéricos.

A maioria das escolas iniciáticas considera, basicamente, a existência de três centros vitais e espirituais no ser humano: o cérebro, o coração e o sexo.

O coração, centro do meio, concentra e equilibra os outros dois.

O coração era a única víscera que os egípcios deixavam no interior da múmia, como "centro" necessário ao corpo para a eternidade.

Tradicionalmente, o coração foi considerado a verdadeira sede da inteligência, já que a ele corresponde o cálido luminoso Sol (ao cérebro corresponde a luz fria e refletida da Lua).

Por outro lado, a importância do amor, na mística, reside no fato de que ele se expressa por meio do coração.

Amar é acionar a força de um centro (o coração), o qual estimula e impulsiona os outros centros.

Dessa forma, o coração é o símbolo magno do amor, iluminação espiritual e felicidade.

A Borboleta é tida como o Símbolo da Alma.

A palavra "borboleta" está diretamente relacionada à palavra "psicologia", o que mostra uma estreita relação entre a mente do homem e a sua natureza espiritual.

O termo grego psyche tinha originalmente dois significados.

O primeiro deles é ‘alma’, isto é, a mais profunda fonte de vida no homem.

O segundo era borboleta, que simbolizava espírito imortal.

Na mitologia grega a personificação da alma (Psiquê) era geralmente representada por uma figura feminina, mais menina do que mulher, com asas de borboleta.

As crenças gregas populares concebiam a alma como uma borboleta, quando o espírito se desgarrava de um corpo, ele tomava a forma de uma borboleta.
 
Portanto na simbologia "borboleta" significa: transformação, alma, libertação, sorte, sensualidade, psiquê.

No Japão, a borboleta está associada à mulher.

E duas borboletas indicam felicidade matrimonial.
 
A palavra borboleta é especial e única até mesmo em sua escrita, não é a toa que ela é recordista em variações, isto é, possui uma grafia praticamente diferente em cada idioma.  

A borboleta é o símbolo da Alma, pois da mesma forma que abandona a crisálida para voar, o espírito liberta-se do corpo físico para ganhar espaço infinito.

Representa também o renascimento e a imortalidade.

Também está associada à mulher, a metamorfose de seu ovo para lagarta e depois para crisálida e borboleta.

Indica as etapas da alma para a iluminação.

O poder da borboleta é como o ar, é a habilidade de conhecer a mente e de mudá-la, é a arte da transformação…

Como a borboleta, estamos sempre em algum estágio de atividade: podemos estar no primeiro estágio, onde a ideia nasce, mas ainda não é uma realidade, é o estágio do ovo, o ponto de criação de uma ideia; o segundo estágio, da larva, é onde temos que tomar uma decisão; o terceiro estágio, do casulo, é o desenvolvimento do projeto, é fazer para realizar;  o estágio final, a transformação, é deixar o casulo e voar, é a realização!

A principal mensagem é: Criar, transformar, mudar e ter coragem para aceitar!

Primeiro estágio - quando a ideia nasce (a de iniciarmos o Caminho), que ainda não é uma realidade, ….. este é o estágio do ovo,……. o ponto de criação de uma ideia;

Segundo estágio - quando chegamos ao momento de tomar a decisão de qual Caminho escolher e colocar o pé no primeiro degrau …. este é o estágio da larva;

Terceiro estágio - Escolhido o Caminho que desejamos seguir é necessário tudo fazer para realizar o projecto, este é o estágio do casulo;

Quarto estágio, o Final – é o da transformação,… é deixar o casulo e voar,…. é a realização!

Moral de toda esta simbologia:

De uma feia larva surge uma linda Borboleta, cujo objetivo foi – Criar. Transformar. Mudar. Ter coragem de aceitar.

Todos nós somos Borboletas, mais cedo ou mais tarde tomaremos consciência de quem somos e ganharemos a coragem necessária para romper o nosso casulo e deixar que nossas belas asas coloridas brilhem no Sol da espiritualidade.
Que esse dia chegue o quanto antes, para cada um de nós.

A borboleta é considerada um símbolo de ligeireza e de inconstância, de transformação e de um novo começo.

A psicanálise moderna vê na borboleta um símbolo de renascimento.

No Japão a borboleta é um emblema da mulher, por ser graciosa e ligeira.

A felicidade matrimonial é representada por duas borboletas (masculino e feminino, assim como o yin e yang).

Essas imagens são muitas vezes utilizadas em casamentos.

Também são vistas como espíritos viajantes que anunciam a morte de uma pessoa próxima quando aparecem.

O termo grego psyche tinha dois significados originalmente. Um deles era alma e o outro borboleta, que simbolizava o espírito imortal. Na mitologia grega, a personificação da alma é representada por uma mulher com asas de borboleta. Segundo as crenças gregas populares, quando alguém morria, o espírito saia do corpo com uma forma de borboleta.

No mito do imortal jardineiro (Yuan-ko), sua bela esposa ensina o segredo dos bichos-da-seda, sendo ela própria, talvez, um bicho-da-seda.

No mundo sino-vietnamita a borboleta serve para exprimir um voto de longevidade ou é associada ao crisântemo pra simbolizar o outono.

Um conto irlandês chamado Corte de Etain simboliza a borboleta como a alma liberta de seu invólucro carnal, como na simbologia cristã. No conto o deus Miter se casa pela segunda vez com uma deusa chamada Etain, e por ciúmes, sua primeira esposa, transforma-a em uma poça de água. Após algum tempo, a poça dá vida a uma lagarta que se transforma em uma linda borboleta. Mider e Engus (filho de Dagda) recolhem a lagarta e a protegem. "E essa lagarta se torna em seguida uma borboleta púrpura.(...) era a mais bela que já ouve no mundo. O som de sua voz e o bater de suas asas eram mais doces que as gaitas de foles, as harpas e os cornos. Seus olhos brilhavam como pedras preciosas na obscuridade. Seu odor e seu perfume faziam passar a fome e a sede a quem quer que estivesse cerca dela. As gotículas que ela lançava de suas asas curavam todo o mal, toda doença e toda peste na casa daquele de quem ela se aproximava. O simbolismo é o da borboleta, o da alma liberta de seu invólucro carnal, como na simbologia cristã, e transformada em benfeitora e bem-aventurada."

Os astecas consideram a borboleta como um símbolo da alma, ou o sopro vital que escapa da boca de quem está morrendo.

Os balubas no Zaire central também simbolizam a borboleta como a alma. Eles dizem que o homem segue o ciclo da borboleta desde sua nascença até sua morte. O homem na infância é comparado a uma pequena lagarta e na maturidade, uma grande lagarta. Conforme vai envelhecendo, ele vai se transformando em uma crisálida. O seu túmulo seria associado ao casulo, de onde a alma sairá sob a forma de uma borboleta.

Os iranianos acreditam que os defuntos podem aparecer sobre a forma de uma mariposa.

Para os mexicanos, os guerreiros mortos acompanham o Sol na primeira metade do seu curto visível, até o meio-dia. Depois os guerreiros descem à terra sob a forma de borboletas ou colibris. Essa associação se deve ao fato da analogia da borboleta com a chama. O deus do fogo asteca (HUEHUETEOTL) levava como emblema um peitoral chamado borboleta de obsidiana. Também é o símbolo do sol negro, pois atravessa o mundo subterrâneo durante seu curso. É o fogo oculto, ligado à noção de sacrifício, morte e ressurreição.

Nas tradições antigas, este inseto simbolizava a alma e a atração inconsciente exercida pela luz (o espírito).

Para que você se decida rapidamente por querê-la para você, apresentamos acima algumas das características e simbologia da borboleta.

Mais uma excelente opção de presentear àquela pessoa especial que possui um cantinho aconchegante onde um grande móbile não teria espaço, além de ser uma bela ideia decorativa também.

Por esses motivos e explicações, acreditamos que agora você tem um motivo a mais para adquirir essa peça única e exclusiva em nosso estoque, que você não encontrará em nenhuma outra loja física ou virtual!

Dimensões aproximadas: 62 cm de comprimento x 8,5 cm diâmetro devido à base no topo do móbile que segura os elementos esotéricos com 1 pêndulo multifacetado (central) de 4 cm de comprimento x 2 cm de largura, 2 corações grandes de 4,5 cm de largura x 1,5 cm de profundidade, 2 corações menores de 2,5 cm de largura x 0,8 cm de profundidade e 4 borboletas que o finalizam de 4,5 cm de largura x 0,3 cm de profundidade, além de contas transparentes e azuis dando o toque final e diferenciado dessa peça única.

Materiais: acrílico e fios de nylon.

Mais uma peça única, feita com exclusividade por nossos artesãos, para um de nossos amigos que apreciam a diferenciação de nossos produtos!

Deixe seu comentário sobre o produto

Comentários sobre o produto

Este produto não foi comentado ainda. Seja o primeiro a comentar sobre este produto!


Aroma & Magia
Televendas:
info@aromaemagia.com.br
Horário de Atendimento:
24 Horas no Ar!
 

São Paulo - Capital - Não Possuímos Loja Física