Pingente do Orixá Caboclo - Candomblé - Metal Tom Prateado - Aroma & Magia
  Carregando... Por favor, aguarde...
Contate-nos por e-mail!
Aroma & Magia

Pingente do Orixá Caboclo - Candomblé - Metal Tom Prateado

  • Imagem 1

Preço:
R$ 5,94
Duvida:
Entrega:
Quantidade:

Descrição do Produto

O Caboclo é o mestiço de branco com índio; caboco, mameluco, caiçara, cariboca, curiboca. Antiga designação do indígena brasileiro.

 

Câmara Cascudo, no Dicionário do Folclore Brasileiro, defende a forma caboco, sem o l, que teria sido introduzido na palavra sem encontrar base nas diversas hipóteses etimológicas, como a que afirma derivar do tupi caa-boc, "o que vem da floresta" ou de kari’boca, "filho do homem branco".

 

Os caboclos formam o mais numeroso grupo populacional da região amazônica e dos estados do Rio Grande do Norte, Piauí, Alagoas, Ceará e Paraíba.[carece de fontes]

 

No Brasil há o Dia do Caboclo, comemorado em 24 de junho.

 

Também é o nome dado às entidades lendárias indígenas, ou de manifestações de religiões como o caboclo que se incorpora nos ritos de Candomblé de Caboclo, no Catimbó, na Macumba, no Batuque e na Umbanda.

 

Os caboclos, na umbanda, são entidades que se apresentam como indígenas e incorporam também no candomblé de caboclo.

 

As entidades assim denominadas que se apresentam nos terreiros de umbanda são espíritos com um certo grau espiritual de evolução.

 

Geralmente se utilizam de charutos para provocar a descarga espiritual de seu médium e também do seu consulente. Alguns assoviam, outros bradam no ato da incorporação. Costumam ser bastante sérios nos seus conselhos. São considerados, portanto, grandes trabalhadores dos terreiros.

 

O crente do Candomblé percebe e vive a profunda ligação com o Orixá de maneira constante, a cada momento.

 

Talvez seja justamente isso o que explica a atração que exerce esta cultura sobre o homem com formação cultural ocidental: o sagrado participa do dia-a-dia do homem, sem ser algo de transcendente, longe e separado, e sim uma força ativa na vida humana, que confere energia e ajuda concreta para alcançar os objetivos.

 

Orixás são forças da natureza que nos cercam.

 

São divididos em quatro elementos – água, terra, fogo e ar.

 

Os Orixás não têm sentimentos ou noção de tempo, distância, amor ou ódio.

 

Raciocinam binariamente na base do sim e não e em alguns casos inclui-se um talvez. Os Orixás fazem parte do Inconsciente Coletivo e, por este motivo, influenciam os seres humanos positiva ou negativamente, dependendo da circunstância que gera o fato.

 

Por fazerem parte do Inconsciente Coletivo ou Mente Coletiva, somente se tornam benéficos ao ser humano, quando integrados ao Inconsciente Individual (o nosso subconsciente), que o procura incessantemente, desde o nascimento ou parto.

 

São 400 o número de Orixás básicos divididos em 100 do Fogo, 100 da Terra, 100 do Ar e 100 da Água, enquanto que, na Astrologia, estão apresentados em menores quantidades.

 

Acrescente-se a este fato, a Mistura Inter-Elemental que consiste na mistura entre fogo e água, fogo e ar, fogo e terra, água e terra, água e ar – e terra e ar.

 

Isto gera mais 1200 inter-elementais, que somados aos 400 primordiais, somam 1.600 energias básicas que ciclam e reciclam a natureza com tudo que é vivente, móvel ou imóvel dentro da mesma e inclusive os seres humanos.

 

Enquanto a Astrologia é Heliocêntrica (calculada a partir da movimentação solar), os Orixás são Geocêntricos, ou seja, calculados a partir da movimentação e evolução do planeta Terra.

 

Longe de serem apenas Mitos da Cultura Africana, os Orixás são, na realidade, os Arquétipos do Comportamental Humano sem fronteiras, tão bem descritos e estudados por um dos pais da Psicanálise, Carl Jung.

 

Os que discordaram desta tese foram o próprio Sigmund Freud, que acabou sendo vítima da sua própria psicopatologia e Reich-Lacan, defensores eméritos dos manicômios-judiciários.

 

Os modernos psicólogos adotaram a psicogenética e a ficha de ADN espiritual (encarnações passadas) tão defendida durante séculos por Babalorixás e Ialorixás da Cultura Afro-Brasileira e por Rabinos hebreus com os chamados DJINS.

 

Para finalizar esta pequena apresentação, queremos informar que: TODO SER HUMANO TEM 3 ORIXAS a saber:

 

1º - O Orixá do EGO – "Consciente";

 

2º - O Orixá do ID - "Inconsciente"; e

 

3º - O Orixá do SUPEREGO – "Subserviente".

 

Se considerarmos que todo ser humano é, originalmente gregário (tribal), a integração entre um Ser Humano e os seus Orixás, significa Equilíbrio, Consciência, Sucesso, Reencontro e Fraternidade.

 

É o encontro do EU Interior e o Eu Exterior – Mas será preciso descobri-los e conhecê-los para poder equilibrá-los!

 

Dimensões aproximadas: 1,8 cm de altura x 1,5 de largura x 0,2 de profundidade.

 

Material: metal banhado em tom prateado.

 

Poucas unidades em nosso estoque, por isso aja rápido para garantir o seu!

Deixe seu comentário sobre o produto

Comentários sobre o produto

Este produto não foi comentado ainda. Seja o primeiro a comentar sobre este produto!

Últimos Visualizados por você:

Os últimos produtos visualizados:


Aroma & Magia
Televendas:
info@aromaemagia.com.br
Horário de Atendimento:
24 Horas no Ar!
 

São Paulo - Capital - Não Possuímos Loja Física