Esfinge Guardiã do Deus Amon (Amon-Rá) - Deus Criador da Vida - Resina - Importado - Aroma & Magia
  Carregando... Por favor, aguarde...
Contate-nos por e-mail!
Aroma & Magia

Esfinge Guardiã do Deus Amon (Amon-Rá) - Deus Criador da Vida - Resina - Importado

  • Imagem 1
  • Imagem 2
  • Imagem 3

Preço:
R$ 59,94
Duvida:
Entrega:
Quantidade:

Descrição do Produto

No Templo de Karnak, um complexo com vários monumentos grandiosos, sendo o mais importante o santuário dedicado ao Deus Amon, que integra a localidade de Tebas Antiga.

O templo é precedido por uma guarda de honra muito especial – cerca de 9 centenas de esfinges com cabeça de carneiro acompanham a entrada para seus "aposentos"  finais.

É uma avenida que liga os dois templos: Luxor e Karnak.

Bem no interior de Karnak, fica o lago sagrado, onde um dia os sacerdotes se banharam nos seus rituais.

Numa das margens, salta à vista um enorme escaravelho de pedra, símbolo do renascimento do deus-sol, em cada manhã.

Esfinge é uma imagem icônica de um leão estendido com a cabeça de um falcão ou de uma pessoa, inventada pelos egípcios do império antigo também presente na mitologia grega.

A esfinge egípcia é uma antiga criatura mística usualmente tida como um leão estendido — animal com associações solares sacras — com uma cabeça humana, usualmente a de um faraó.

Também usada para demonstração de poder, assim como as pirâmides no Egito.

Vistas como guardiãs na estatuária egípcia, esfinges são descritas em uma destas duas formas:

Androsfinge (Sphinco Andro) - corpo de leão com cabeça de pessoa;
Hierocosfinge (Sphinco Oedipus Rex) - corpo de leão com cabeça de falcão.

A maior e mais famosa é Sesheps, a esfinge de Gizé, no planalto de Gizé, no banco oeste do rio Nilo, feito em dois ao leste, com um pequeno templo entre suas patas.

O rosto daquela esfinge é considerada como a cabeça do faraó Quéfren ou possivelmente a de seu irmão, o faraó Djedefré, que dataria sua construção da quarta dinastia (2723 a.C.–2563 a.C.).

Contudo, há algumas teorias alternativas que redatam a esfinge ao pré-antigo império – e, de acordo com uma hipótese, a tempos pré-históricos.

Outras esfinges egípcias famosas incluem a esfinge de alabastro de Mênfis, hoje localizada dentro do museu ao ar livre naquele local; e as esfinges com cabeça de ovelha (em grego, criosfinges) representando o deus Amon, em Tebas, de que havia originalmente algumas novecentas.

À entrada de um templo encontravam-se obeliscos e estátuas monumentais, que antecediam o pilone.

Nos templos do Império Novo é comum a existência de uma avenida de acesso ladeada por esfinges com corpo de leão e cabeça de carneiro (que se acreditava protegerem o templo e o deus), na qual desfilava a procissão em dias de festa.

É adorado em Tebas, onde é associado a Rá.

Tornou-se o primeiro de todos os deuses no decorrer do Novo Império.

Nessa época, uma classe sacerdotal de muito poder o venera em todo o Egito.

É representado em forma humana, às vezes dotado de cabeça de carneiro.

Amon é um deus antigo ao tempo, invisível tanto para os deuses, como para os homens, já que está associado ao ar.

Durante a Quinta Dinastia foi sendo incorporado por Rá e passou a ser "Amon-Rá, rei dos deuses", transformando-se no deus supremo do Egito.

As demais divindades transformaram-se em manifestações dele, pois Amon é "o deus único, que se transforma em milhões".

É representado como um homem comum, com cabeça de animal ou como um animal.

Filho de Maat e Thot é membro da tríade tebana como marido de Mut e pai de Jonsu.

Costuma ser representado como um homem com barba, com uma coroa de plumas (verde e vermelha ou vermelha e azul), colar, pulseiras e um saiote de onde sai um rabo de animal; em sua mão direita usa um anel e na esquerda segura o cetro.

Também pode ser representado como um carneiro com os chifres torcidos.

Em outra forma, aparece com cabeça de falcão ou como um homem com um disco solar envolto por uma serpente na cabeça.

Amon é a personificação do poder gerador; como deus criador ou da fertilidade, é representado com a pele negra.

Também aparece com cabeça de crocodilo; como ganso, como deus criador que pôs o ovo do qual nasce o Sol; com cabeça de rã; com o corpo de besouro, asas de falcão e garras de leão.

Foi adorado em todas as partes, da Nubia a Síria.

Denominado "O Oculto", "Pai de todos os Ventos", "Aquele que em tudo habita", "Amon-Rá, senhor dos Tronos dos Dois Mundos", "O Touro de Sua Mae", "O Eterno".

Entre as patas, as esfinges têm uma estátua da divindade ou do faraó, protegendo-os de influências maléficas.

Dimensões aproximadas: 19 cm de largura x 11 cm de altura x 7 cm de profundidade.

Material: resina na cor predominante preto envelhecida.

Última peça em nosso estoque, não tendo previsão de recebimento de outra peça igual e que, dificilmente, você encontrará em outra loja esotérica, quer seja física ou virtual, por tratar-se de produto importado.

Encontrar produtos similares pela categoria

Deixe seu comentário sobre o produto

Comentários sobre o produto

Este produto não foi comentado ainda. Seja o primeiro a comentar sobre este produto!

Últimos Visualizados por você:

Os últimos produtos visualizados:


Aroma & Magia
Televendas:
info@aromaemagia.com.br
Horário de Atendimento:
24 Horas no Ar!
 

São Paulo - Capital - Não Possuímos Loja Física